a rota de otílio pereira

Ao meio-dia sairemos

Pra rota de Otílio Pereira

No largo do fim do mundo

Lá onde a brisa tangeia

Leve os pés descansados

Um belo broche e um colar

Pra se o possível nos trouxer uma festa

Ou um fino jogo de jantar

Leve os peixes do aquário

Pro leito do rio rolar

Junte as cinzas do armário

E desfaça os nós do lugar

Vai, desgruda o chão de teu corpo

Afasta a dor e o engano

Vem, desfruta o plano e o proposto

Pois sairemos ao meio-dia

Pra rota de Otílio Pereira

Que dizem: “Virou Planeta!”

[ e a vida começa por lá.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s